madalena

faz tempo quero te dizer
que meu relógio anda parado
na Roosevelt,
nós duas bebendo cerveja
as pessoas falando alto
e eu te olhando
com tesão
embriaguez, felicidade
e nossas idades
sumiram ali
no centro da cidade
até que te dei a chave
de casa
um pedaço da minha cama
e de poesia
nos dedos
na língua
nos lençóis,
o relógio voltou
marcou tua hora
e a minha

amar uma mulher
é desafiar um mundo atrasado
de afetos

é desalinhar ponteiros
meus
teus
e dos outros

faz tempo quero te dizer
que protesto cada minuto,
meses
e anos,
pra te dizer desse jeito,
fora do fuso

te amo.

Anúncios

Hamlet

poesia revirada


amor de duas

duas mulheres atravessaram
a rua de mãos dadas
isso era o que todo mundo tava vendo
mas eu,
por dentro
sentia nós duas
ali
nuas,
atravessando pessoas
e seus olhares tortos,
lameados de coisas que
não nos servem,

as mãos seguiram juntas
dormiram juntas
tomaram café
e mais um bucado de pequenas coisas
que as pessoas fazem
quando estão se
amando
e como eu A M O essa mulher!

e u a m o u m a m u l h e r

ela e seus olhos, sua boca
seu cheiro quando chega
e quando mora um tempo
na minha cama

gosto do jeito que bagunça
o cabelo
quando quer
arrumar

gosto de pegar emprestados suas camisetas
e meias coloridas
até você perceber que eu combino com elas
e combino contigo,
até no tempo revirado
dos nossos rostos
e no oposto
do meu signo com o teu

e ainda tem gente
que diz que esse tipo
de amor é
errado

talvez nossas bucetas
sejam úmidas demais
pra secura daquilo que é
certo

 


A formiga

você apareceu na minha mesa
enquanto eu escrevia uma poesia
sobre saudade,
pensei se você estava perdida, como eu
ou se gostou das cores dos papéis que escolhi hoje na papelaria
talvez minha mesa seja imensa pra você,
e deve ter pensado que a humana que te observa
és muy grande también

dizem que as formigas
podem carregar mais de cem vezes
seu próprio peso

se eu fosse formiga-poeta
ainda seria pouco para carregar
o tamanho da S A U D A D E
que sinto dela.


rubel

teu olho quando me olha

tua pele quando me toca

teu gosto na minha boca

tua mão onde quiser

você me bagunça,

mulher

 

tudo parece fora do lugar

 

e

ainda assim

me sinto

no lugar  certo.

 

 

 

 


8

Mira,
ela tinha mar
nos olhos
– descobriu quando viu
gente
navegando


aquariana

ela é
passado, hoje
amanhã, presente
agora talvez seja futuro
faz isso
porque é dona do seu
próprio tempo